terça-feira, março 20, 2007

Campeonato de Portugal - 1931/32

XI CAMPEONATO DE PORTUGAL
1931/32

Apurados da Competição de Honra
Futebol Clube do Porto (Porto)
Sport Comércio e Salgueiros (Porto)
Boavista Futebol Clube (Porto)
Leça Football Club (Porto)
Sporting Club de Espinho (Aveiro)
Sport Lisboa e Benfica (Lisboa)
Casa Pia Atlético Club (Lisboa)
Vitória Football Club (Setúbal)
Sport Club Conimbricense (Coimbra)
Atlético Club Marinhense (Leiria)
S.G. União Operária (Santarém)
Lusitano Gimnásio Club (Évora)
Sporting Club Olhanense (Algarve)
Lusitano Football Club (Algarve)

Apurados da Competição de Classificação *
Sport Club Vianense (V. Castelo)
Sport Clube de Vila Real (Vila Real)
Académico Football Club (Porto)
Associação Académica de Coimbra (Coimbra)
Ginásio Sportivo do Lis (Leiria)
Sport Club Estrela (Portalegre)
Juventude Sport Club (Évora)
Glória ou Morte Portimonense (Algarve)
Club Football Os Belenenses (Lisboa)
Sporting Clube de Portugal (Lisboa)
Football Club Barreirense (Lisboal)
Carcavelinhos Football Club (Lisboa)
União Football de Lisboa (Lisboa)
Luso Football Club (Lisboa)

* Prova independente dos campeonatos distritais. Na Competição de Honra deste ano aparecem os clubes que beneficiaram das faltas de comparência dos clubes de Lisboa; poderá parecer errado o Barreirense e o Luso FC representarem a Associação de Futebol de Lisboa mas a verdade é que estes clubes estiveram filiados na capital durante uns anos.

1ª Eliminatória

FC PORTO-GINÁSIO DO LIS, 18-0
3-4-1932, Porto (Campo do Bessa)
Árbitro: José Araújo (V. Castelo)
Marcadores:
(7-0 ao intervalo)
FC Porto – Joseph Szabo
Trindade; Avelino Martins e Jerónimo Faria; Álvaro Sequeira, Álvaro Pereira, Gomes Sousa e Lopes Carneiro; Waldemar Mota, Acácio Mesquita, Artur Sousa “Pinga” e Francisco Castro.
Ginásio do Lis –
Joaquim Santos; João Alves e Manuel Ribeiro; Oliveira Meca, A. Carlos Morgado, Ernesto Fontana e Luís Viveiros; Luís Caseiro, José Pascoal, Pedro Nogueira, Frederico Pinheiro.

SALGUEIROS-VILA REAL, 12-1
3-4-1932, Porto (Campo do Bessa)
Árbitro: Júlio Silva (Braga) ou José Duarte (Braga) ?
Marcadores: (5-0 ao intervalo)
Alípio (5 golos)
Francisco Carvalho (3)
Pepe (3)
Jaime -
Mário E. Santo (12-1)
Salgueiros –
Oliveira; Evaristo e Jorge Teixeira; António Dias Miranda, José Ventura e Coentro Faria; Alípio, Francisco Carvalho, Pepe, Jaime Ferreira e Teixeira.
Vila Real –
Agostinho; Agarez e Teixeira; José Augusto, Mário Espírito Santo e M. Pereira; Óscar, Dores, Américo, Borges e Evaristo.

SP. ESPINHO-ACADÉMICO PORTO, 4-1
3-4-1932, Porto (Campo do Bessa)
Árbitro: Aureliano Lima (Coimbra)
Marcadores:
1-0 Reis (31)
1-1 Carlos Alves (40gp)
2-1 Barbosa (42gp)
3-1 Marcelino (66)
4-1 D. Oliveira (76gp)
Sp. Espinho –
António Vieira; H. Coelho e Joaquim Oliveira; Aníbal Oliveira, Lusitano Gil e Ramiro Santos; Domingos Oliveira, Manuel Laranjeira, Alfredo Reis, João Barbosa e Marcelino Borges.
Acad. Porto –
Licínio; Carlos Alves e Rangel; Guimarães, Fernandes II e Pinto; Pereira Leite, Romariz, Fernandes I, Guerreiro e Fonseca Castro.

BELENENSES-U. OPERÁRIA, 4-2
3-4-1932, Lisboa (Estádio do Lumiar)
Árbitro: Francisco Relvas (Leiria)
Marcadores:
1-0 Heitor
1-1 Lavareda (gp)
2-1 Heitor
3-1 Rodolfo
4-1 Bernardo
4-2 Basílio
Belenenses – Artur José Pereira
José Reis; José Simões e João Belo; Américo Antunes, Augusto Silva e César Matos; Severo Tiago, Heitor Nogueira, Rodolfo Faroleiro, Bernardo Soares e José Luís.
U. Operária –
José Marques; Joaquim Fernandes Luiz e Isidro Santos; C. Pereira da Guia, Diogo Pinto e Joaquim Marques; Basílio Tavares, Camilo Lavareda, Maximino Graça, João Trindade Almeida e José Inácio Júnior.

BENFICA-E. PORTALEGRE, 2-1
3-4-1932, Lisboa (Estádio do Lumiar)
Árbitro: Joaquim Farinha (Santarém)
Marcadores:
1-0 Guedes
2-0 Sampaio
2-1 A. Borges
Benfica – Ribeiro dos Reis
Pedro da Conceição; Ralph Bailão e Luís Costa; João Correia, Aníbal José e Manuel de Oliveira; Octávio Policarpo, Emiliano Sampaio, Jorge Tavares, Guedes Gonçalves e Eugénio Salvador.
Estrela –
António Martelo; Armando Esteves e Cristóvão Ramos; Miguel Moreno, Manuel Barbas e Manuel Joaquim; Paulo Meira, Manuel Castelo, José Lopes, António Borges e Manuel Santana.

CARCAVELINHOS-OLHANENSE, 0-1
3-4-1932, Lisboa (Estádio do Lumiar)
Árbitro: Henrique Rosa (Setúbal)
Marcadores:
0-1 Gralho (85)
Carcavelinhos –
Francisco Lopes; Justo Pinho e João Corado; João Pedro, M. Moita e Carlos Domingues; Américo Valente, Joaquim Quirino, José António, Jorge Silva e Álvaro Sousa.
Olhanense –
João Francisco; César Murta e Francisco Paulo; Raul Figueiredo, Jaime Viegas e Henrique Murta; José dos Santos “Bengalinha”, José Gralho, David Santos, Delfim e Cassiano.

MARINHENSE-BARREIRENSE, 2-3
3-4-1932, Marinha Grande
Árbitro: Francisco Pereira (?
Marcadores:
(1-0 ao intervalo)
Marinhense –

Barreirense –


CONIMBRICENSE-U.F. LISBOA, 0-6
3-4-1932, Coimbra (Campo do Arnado)
Árbitro: ??
Marcadores:

Conimbricense –

U. Lisboa –


ACADÉMICA-LEÇA FC, 2-0
3-4-1932, Coimbra (Campo do Arnado)
Árbitro: ??
Marcadores:
1-0 Cesário
2-0 Cabeçadas
Académica –

Leça FC –


LUSITANO FC-LUSO FC, 2-6

3-4-1932, Faro
Árbitro: ??
Marcadores:

Lusitano –

Luso FC –

LUS. ÉVORA-SPORTING, 1-7
3-4-1932, Évora
Árbitro: António Palhinhas (Setúbal
Marcadores:
Branco
– A. Mendes (2 golos)
Mourão (2)
Gomes
Correia
Valadas.
Lusitano –
Tavares; Cláudio e Oliveira; Caeiro, Maia e Morgado; Branco, Fausto, Peixoto, Marques e Granjo.
Sporting – Artur John
Artur Dyson; João Jurado e Jorge Vieira; Carlos Rodrigues, Manuel Gonçalves “Varela” e António Faustino; Adolfo Mourão, Abrantes Mendes, Luís Gomes, João Correia “Abelhinha” e Alfredo Valadas.

V. SETÚBAL-GLÓRIA OU MORTE, 6-3
3-4-1932, Setúbal
Árbitro: Manuel Marques (Lisboa)
Marcadores:
Raul Alexandre (3 golos)
Joaquim Silva
Cruz
A. Martins
– Alfredo Férias (2)
J. Sebastião
V. Setúbal –

Glória ou Morte –


VIANENSE-BOAVISTA, 2-3
3-4-1932, Viana do Castelo
Árbitro: ???
Marcadores:
Vianense –

Boavista –


JUVENTUDE-CASA PIA, 0-1
3-4-1932, Évora
Árbitro: José Pires (Faro)
Marcadores:
0-1 Diamantino
Juventude –
Constantino; Fezas e Américo; Reinaldo, José Peixe e Brito; José Maria, Bombarda, Padinha, Constantino e Carlos.
Casa Pia –
Fidalgo; Fernandes e Heitor; Moura, Nunes e Morais; Lopes Santos, Simão Diogo, Mário Pité, Diamantino Teixeira e Brandão.

2ª Eliminatória

FC PORTO-SALGUEIROS, 2-0 (1ª mão)
15-5-1932, Porto (Campo da Constituição)
Árbitro: Mário Costa (Lisboa)
Marcadores:
Castro
Waldemar
FC Porto – Joseph Szabo

Salgueiros –


SALGUEIROS-FC PORTO, 1-4 (2ª mão)
22-5-1932, Porto (Estádio do Lima)
Árbitro: Silvestre Rosmaninho (Porto ?)
Marcadores:
0-1 Pinga (25)
1-1 Alípio (27gp)
1-2 Acácio (30)
1-3 Acácio (55)
1-4 Castro (61)
Salgueiros –
Oliveira, Evaristo e Jorge Teixeira; António Miranda, Ventura e Faria; Alípio, Carvalho, Pepe, Alfredo Mansilha e Américo Marques Teixeira.
FC Porto – Joseph Szabo
Miguel Siska; Avelino Martins e Jerónimo; Álvaro Sequeira, Joseph Szabo e Gomes Sousa; Lopes Carneiro, Waldemar Mota, Acácio Mesquita, Artur Sousa “Pinga” e Francisco Castro.

SPORTING-BELENENSES, 0-6 (1ª mão)
15-5-1932, Lisboa (Campo Grande)
Árbitro: Carlos Canuto (Lisboa)
Marcadores:
0-1 Trindade (61pb)
0-2 José Luís
0-3 Heitor
0-4 José Luís
0-5 Rodolfo
0-6 José Luís
(5 golos nos últimos 13 minutos!)
Sporting – Artur John
Artur Dyson, João Jurado e Trindade; Carlos Rodrigues, Manuel Gonçalves “Varela” e João Correia “Abelhinha”; Adolfo Mourão, Abrantes Mendes, Luís Gomes, Alfredo Valadas e Mourinha.
Belenenses – Artur José Pereira
José Reis; José Simões e João Belo; Joaquim Almeida, Augusto Silva e César Matos; Alfredo Ramos, Heitor Nogueira, Rodolfo Faroleiro, Bernardo Soares e José Luís.

BELENENSES-SPORTING, 9-0 (2ª mão)
22-5-1932, Lisboa (Campo das Salésias)
Árbitro: Manuel Marques (Lisboa)
Marcadores:
1-0 José Luís
2-0 Heitor (20)
3-0 Heitor (40)
4-0 Rodolfo
5-0 Rodolfo
6-0 Rodolfo
(nos primeiros 5 minutos da 2ª parte, 3 golos)
7-0 Rodolfo
8-0 Heitor
9-0Alfredo
Belenenses – Artur José Pereira
José Reis; José Simões e João Belo; Joaquim Almeida, Augusto Silva e César Matos; Alfredo Ramos, Heitor Nogueira, Rodolfo Faroleiro, Bernardo Soares e José Luís.
Sporting – Artur John
Artur Dyson; José Simões e David Antunes; Manuel Gonçalves “Varela”, Oliveira Martins e João Correia “Abelhinha”; Adolfo Mourão Abrantes Mendes, José Rodrigues “Jusa”, Alfredo Valadas e Mourinha.

BENFICA-SP. ESPINHO, 4-1 (1ª mão)
15-5-1932, Lisboa (Campo das Amoreiras)
Árbitro: Manuel Garrudo (Setúbal)
Marcadores:
1-0 Vítor Silva (7)
2-0 Vítor Silva (20)
3-0 Octávio (32)
3-1 Domingos Oliveira (40)
4-1 Octávio (89)
Benfica – Ribeiro dos Reis
Pedro da Conceição; Ralph Bailão e Luís Costa; João Correia, Jorge Tavares e Aníbal José; Pedro Silva, Germano Campos, Vítor Silva, Octávio Policarpo e Manuel Oliveira.
Sp. Espinho –
António Vieira; H. Coelho e Joaquim Oliveira; Aníbal Oliveira, Lusitano Gil e Ramiro Santos; Domingos Oliveira, Manuel Laranjeira, Alfredo Reis, João Barbosa e Marcelino Silva.

SP. ESPINHO-BENFICA, 2-3 (2ª mão)
22-5-1932, Espinho (Campo da Avenida)
Árbitro: Elói da Silva (Porto)
Marcadores:
0-1 Guedes (3)
1-1 Isaac (20)
1-2 Vítor Silva
1-3 Guedes
2-3 Isaac
Sp. Espinho –

Benfica – Ribeiro dos Reis


ACADÉMICA-BARREIRENSE, 3-3 (1ª mão)
15-5-1932, Coimbra
Árbitro: David Costa (Porto)
Marcadores:
1-0 Portugal (7)
1-1 P. Pireza (gp)
2-1 Rui (44)
3-1 Rui (gp)
3-2 P. Pireza (75)
3-3 João Duarte (88)
Académica –

Barreirense –


BARREIRENSE-ACADÉMICA, 5-2 (2ª mão)
22-5-1932, Lisboa (Campo do Lumiar)
Árbitro: João Santos Júnior (Setúbal)
Marcadores:
1-0 Raul Jorge
2-0 Pedro Pireza (gp)
2-1 Rui (44)
2-2 Portugal
3-2 Nunes
4-2 Raul Jorge
5-2 Pedro Pireza
Barreirense –
Francisco Câmara; António Vieira e José Fonseca; João Duarte, Álvaro Pina e Manuel Rodrigues; Raul Jorge, João Pireza, Pedro Pireza, António Rodrigues Nunes e Bento de Almeida.
Académica –
Álvaro Abreu; Luís Pinto e Cristóvão Lima; Waldemar Amaral, Albano Paulo e Felipe Silva; Alexandre Portugal, Joaquim Gonçalves, Rui Cunha, Cesário Bonito e Mendes Cabeçadas.

V. SETÚBAL-U. LISBOA, 2-0 (1ª mão)
15-5-1932, Setúbal
Árbitro: José Pires (Faro)
Marcadores:
1-0 David Faustino
2-0 David Faustino
V. Setúbal –

U. Lisboa –


U. LISBOA-V. SETÚBAL, 3-0 (2ª mão)
22-5-1932, Lisboa (Campo de Santo Amaro)
Árbitro: José Santos Farinha (Santarém)
Marcadores:
1-0 Armando (20)
2-0 Armando (29)
3-0 Jaime(55gp)
U. Lisboa –

V. Setúbal –


LUSO FC-BOAVISTA, 2-2 (1ª mão)
15-5-1932, Lisboa (Campo do Restelo)
Árbitro: João Dias Vital (Santarém)
Marcadores:
0-1 Ferraz (20)
1-1 Soeiro (50)
2-1 M. Soeiro (60)
2-2 Reis (85)
Luso FC –

Boavista –


BOAVISTA-LUSO FC, 2-5 (2ª mão)
22-5-1932, Porto (Campo do Bessa)
Árbitro: Aureliano Lima (Coimbra)
Marcadores:
1-0 Isaac (10)
1-1 Carlos Teixeira (20)
1-2 Rodrigues (José Augusto?)
1-3 Soeiro
1-4 Carlos Teixeira
2-4 Ferraz
2-5 Soeiro (61)
Boavista –

Luso FC –


CASA PIA-OLHANENSE, 1-2 (1ª mão)
15-5-1932, Lisboa (Campo do Restelo)
Árbitro: Henrique Rosa (Setúbal)
Marcadores:
0-1 C. Delfim(30)
0-2 Bengalinha (50)
1-2 Saraiva (55)
Casa Pia –

Olhanense –


OLHANENSE-CASA PIA, 5-1 (2ª mão)
22-5-1932, Olhão
Árbitro:
Marcadores :

Olhanense –

Casa Pia –


Quartos-de-Final

UNIÃO F. LISBOA-BELENENSES, 0-4 (1ª mão)
29-5-1932, Lisboa (Estádio do Lumiar)
Árbitro: Mário Costa
Marcadores:
0-1 Ramos (15)
0-2 Rodolfo (17)
0-3 Rodolfo
0-4 Bernardo
União F. Lisboa –
Carlos Silva; Almeida e Viriato; Manuel Silva II, Rodrigues e Manuel Silva I; João Gerardo Maia, Ramos, Armando, Valentim Machado e Ferreira.
Belenenses – Artur José Pereira
José Reis: José Simões e João Belo; Joaquim Almeida, Augusto Silva e César Matos; Alfredo Ramos, Heitor Nogueira, Rodolfo Faroleiro; Bernardo Soares e José Luís.

BELENENSES-UNIÃO F. LISBOA, 1-2 (2ª mão)
12-6-1932, Lisboa (Campo das Salésias)
Árbitro: A. Gonçalves Oliveira
Marcadores:
1-0 Heitor (14)
1-1 Jaime (32gp)
1-2 Gerardo Maia
Belenenses – Artur José Pereira

União F. Lisboa –


LUSO FC-BENFICA, 2-2 (1ª mão)
29-5-1932, Lisboa (Campo da Tapadinha)
Árbitro: Manuel Marques (Lisboa)
Marcadores:
0-1 Octávio (22)
0-2 Pedro Silva (60)
1-2 Manuel Marques (63)
2-2 José Soeiro (70)
Luso FC –
José Vidal; Francisco Pireza e J. Avelar; Augusto Durand, Joaquim Fernandes e J. Duarte Dias; José Augusto Soeiro, João Morais, Manuel Vasques Soeiro, Armindo Carvalho e Manuel Marques.
Benfica – Ribeiro dos Reis
Pedro da Conceição; Ralph Bailão e Luís Costa; João Correia, Aníbal José e Manuel Oliveira; Pedro Silva, Jorge Tavares, Vítor Silva, Guedes Gonçalves e Octávio Policarpo.

BENFICA-LUSO FC, 1-0 (2ª mão)
12-6-1932, Lisboa (Campo das Amoreiras)
Árbitro: António Ludovino Carvalho (Lisboa)
Marcadores:
1-0 Diniz (35)
Benfica – Ribeiro dos Reis
Pedro da Conceição; Germano Campos e Francisco Gatinho; João Correia, Jorge Tavares e Manuel Oliveira; Augusto Diniz, Alberto Cardoso, Vítor Silva, Octávio Policarpo e Guedes Gonçalves.
Luso FC –
José Vidal; Francisco Pireza e J. Avelar; Augusto Durand, Joaquim Fernandes e J. Duarte Dias; José Augusto Soeiro, João Morais, Manuel Vasques Soeiro, Armindo Carvalho e Manuel Marques.

OLHANENSE- BARREIRENSE, 3-2 (1ª mão)
29-5-1932, Olhão
Árbitro: Joaquim Farinha (Santarém)
Marcadores:
1-0 Bengalinha (5)
2-0 Bengalinha (35)
3-0 Cassiano (53)
3-1 ??
3-2 ??
Olhanense –

Barreirense –


BARREIRENSE-OLHANENSE, 2-0 (2ª mão)
12-6-1932, Lisboa (Estádio do Lumiar)
Árbitro: António Neves (Porto)
Marcadores:
1-0 Pina (80)
2-0 Pireza (86)
Barreirense –
Francisco Câmara; António Vieira e José Fonseca; José Duarte, Álvaro Pina e Manuel Rodrigues; Raul Jorge, Pedro Pireza, Raul Baptista, José Pireza e António Nunes.
Olhanense –
João Francisco; Francisco Paulo e César Murta; Ramos, Jaime Viegas e Henrique Murta; Cassiano, José Santos “Bengalinha”, José Gralho, José Carlos Delfim e José Leal Júnior.

MARÍTIMO-FC PORTO, 0-0 (1ª mão)
29-5-1932, Lisboa
Árbitro: Carlos Canuto (Lisboa)
Marcadores:
Marítimo –
João Viveiros; António Teixeira “Camarão” e José Camacho; Eurico Alves, Carlos Pereira e Raul Fernandes; Manuel Silva, Leonel Alves, Manuel Melim, Manuel Ramos e José da Silva “Canhota”
FC Porto – Joseph Szabo
Miguel Siska; Avelino Martins e Jerónimo Faria; Álvaro Sequeira, Gomes Sousa e Francisco Castro; Lopes Carneiro, Waldemar Mota, Acácio Mesquita, Carlos Mesquita e A. Costa.

FC PORTO-MARÍTIMO, 3-2 (2ª mão)
12-6-1932, Porto (Campo da Constituição)
Árbitro: Carlos Canuto (Lisboa)
Marcadores:
Carneiro
Waldemar
Acácio
– Canhota
Correia
FC Porto – Joseph Szabo
Miguel Siska; Avelino Martins e Jerónimo Martins; Gomes Sousa, Álvaro Pereira, Álvaro Sequeira e Lopes Carneiro; Waldemar Mota, Acácio Mesquita, Artur Sousa “Pinga” e Francisco Castro.
Marítimo –
João Viveiros; António Teixeira “Camarão” e António Teixeira “Canário”; Eurico Alves, Carlos Pereira e Raul Fernandes; Leonel Alves, João Correia, Manuel Melim, Manuel Ramos e José da Silva “Canhota”

Meia-Final

BENFICA-FC PORTO, 1-2 (1ª mão)
19-6-1932, Lisboa (Campo das Amoreiras)
Árbitro: Ângelo Santos
Marcadores:
0-1 Mesquita (37)
0-2 Waldemar (50)
1-2 Pedro Silva (59)
Benfica – Ribeiro dos Reis
Pedro Conceição; Germano Campos e Francisco Gatinho; João Correia, Jorge Tavares e Manuel Oliveira; Augusto Dinis, Pedro Silva, Vítor Silva, Guedes Gonçalves e Alberto Cardoso.
FC Porto – Joseph Szabo
Miguel Siska; Avelino Martins e Pedro Temudo; Álvaro Sequeira, Álvaro Pereira e Gomes Sousa; Lopes Carneiro, Waldemar Mota, Acácio Mesquita, Artur Sousa “Pinga” e Francisco Castro.

FC PORTO-BENFICA, 3-0 (2ª mão)
26-6-1932, Porto (Campo do Ameal)
Árbitro: Joaquim Farinha (Santarém)
Marcadores:
1-0 Waldemar (30)
2-0 Pinga (44)
3-0 Acácio (60)
FC Porto – Joseph Szabo
Miguel Siska; Pedro Temudo e Avelino Martins; Álvaro Sequeira, Álvaro Pereira e Gomes Sousa; Lopes Carneiro, Waldemar Mota, Acácio Mesquita, Artur Sousa “Pinga” e Francisco Castro.
Benfica – Ribeiro dos Reis
Pedro da Conceição; Germano Campos e Francisco Gatinho; João Correia, Jorge Tavares e Manuel Oliveira; Augusto Dinis, Emiliano Sampaio, Vítor Silva, Octávio Policarpo e Pedro Silva.

BELENENSES-BARREIRENSE, 3-3 (1ª mão)
19-6-1932, Lisboa (Campo das Salésias)
Árbitro: Carlos Canuto (Lisboa)
Marcadores:
1-0 Ramos
2-0 Heitor
2-1 P. Pireza
2-2 Correia
2-3 A. Nunes (84)
3-3 Heitor
Belenenses – Artur José Pereira
José O. Miranda; José Simões e Joaquim Almeida; Américo Nunes, Augusto Silva e César Matos; Alfredo Ramos, Heitor Nogueira, Rodolfo Faroleiro, Bernardo Soares e José Luís.
Barreirense –
Francisco Câmara; António Vieira e José Fonseca; José Duarte e Álvaro Pina; Manuel Rodrigues, Raul Jorge, Pedro Pireza, José Correia, José Pireza e António Nunes.

BARREIRENSE-BELENENSES, 0-1 (2ª mão)
26-6-1932, Lisboa (Estádio do Lumiar)
Árbitro: Elói Silva (Porto)
Marcadores:
0-1 José Luís (8)
Barreirense –
Francisco Câmara; António Vieira e José Fonseca; José Duarte, Álvaro Pina e José João Soares; Raul Jorge, Pedro Pireza, José Correia, José Pireza e António Nunes.
Belenenses – Artur José Pereira
José O. Miranda; José Simões e Acácio Sousa; Américo Antunes, Joaquim Almeida e César Matos; Alfredo Ramos, Heitor Nogueira, Augusto Silva, Bernardo Soares e José Luís.

Final

FC PORTO-BELENENSES, 4-4 (após prolongamento)
30-6-1932, Coimbra (Campo do Arnado)
Árbitro: Ramon Melcón (Espanhol)
Marcadores:
1-0 Pinga (18)
2-0 Pinga (25)
3-0 Castro (55)
3-1 Augusto Silva (63)
4-1 Waldemar (66)
4-2 Augusto Silva (71)
4-3 Augusto Silva (??)
4-4 Heitor (76)
FC Porto – Joseph Szabo
Miguel Siska; Avelino Martins e Pedro Temudo; Álvaro Sequeira, Álvaro Pereira e Acácio Sousa; Lopes Carneiro, Waldemar Mota, Acácio Mesquita, Artur de Sousa “Pinga” e Francisco Castro.
Belenenses – Artur José Pereira
José Miranda; José Simões e João Belo; Joaquim Almeida, Augusto Silva e César Matos; Alfredo Ramos, Heitor Nogueira, José Ramos, Bernardo Soares e José Luís.

Finalíssima

FC PORTO-BELENENSES, 2-1
17-7-1932, Coimbra (Campo do Arnado)
Árbitro: Ramon Melcón (Espanhol)
Marcadores:
1-0 Pinga (11gp)
1-1 Bernardo (38)
2-1 Acácio (62)
FC Porto – Joseph Szabo
Miguel Siska; Avelino Martins e Pedro Temudo; Álvaro Sequeira, Álvaro Pereira e Francisco Castro; Lopes Carneiro, Waldemar Mota, Acácio Mesquita, Artur de Sousa “Pinga” e Carlos Mesquita.
Belenenses – Artur José Pereira
José Miranda; José Simões e João Belo; Joaquim Almeida, Augusto Silva e César Matos; Alfredo Ramos, Heitor Nogueira, Rodolfo Faroleiro, Bernardo Soares e José Luís.

Etiquetas: , ,

2 Comentários:

Às 10:47 , Anonymous Anónimo disse...

Continua a saga da História dos Campeonato de Portugal. Parabéns pelo excelente trabalho.
Luís da Feira.

 
Às 11:45 , Anonymous Anónimo disse...

Mais uma vez refrir que este blog é fabuloso. Parabéns.

Gary

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial